Titulo

Super Street Fighter II X: Grand Master Challenge

Desenvolvedor

Capcom

Genero

Luta

Mod

Multiplayer

Campeonatos

The Last Stand - PRO+--TOP#

Procurando outros jogadores que curtam o mesmo jogo?

GRUPOS

The Last Stand
Super Street Fighter II Turbo, lançado no Japão como Super Street Fighter II X: Grand Master Challenge (? ス ー パ ー ス ト リ ー ト フ ァ イ タ ー II X-Grand Mestre Challenge), é um jogo de luta competitiva lançado para os arcades por Capcom em 1994. É o quinta edição na sub-série Street Fighter II de jogos Street Fighter, na sequência de Super Street Fighter II: The New Challengers. Como seu antecessor, ele correu no hardware CP System II. Super Turbo introduziu várias mecânica nova jogabilidade não presentes nas versões anteriores do Street Fighter II, incluindo a adição de Super Combos e combos aéreos. Ele também introduziu o Akuma personagem secreto, que viria a se tornar um personagem recorrente em parcelas de Street Fighter posteriores e outros jogos de luta da Capcom. Super Turbo foi originalmente portado para o 3DO interative Multiplayer, seguido pelo PlayStation e Sega Saturn (sob o título de Super Street Fighter II Turbo: O Campeonato Ultimate) como parte da colecção Street Fighter, e para o Dreamcast no Japão sob o título de Super Street Fighter II X para serviço de correspondência. Um remake do jogo foi lançado para o PlayStation 3 e Xbox 360 intitulado Super Street Fighter II Turbo HD Remix.
Street Fighter II melhorou muitos dos conceitos introduzidos no primeiro jogo, incluindo o uso de movimentos especiais baseados em comandos, uma configuração de seis botões, ao mesmo tempo que oferecia aos jogadores uma selecção múltipla de personagens jogáveis, cada um com o seu próprio estilo de luta. Street Fighter II também introduziu o sistema de “combos” e o combate "frente-a-frente" entre dois jogadores.
Street Fighter II é considerado como um dos mais influentes videojogos de todos os tempos, e em particular, o mais importante jogo de luta de sempre; o seu lançamento em 1991 é visto como um momento revolucionário dentro do género. É atribuído ao sucesso de Street Fighter II a popularização dos jogos de luta durante a década de 1990, inspirando outros produtores a criarem as suas próprias séries, popularizando o género e começando o renascimento da indústria de máquinas arcade, algo que não se via desde os dias de Pac-Man. A sua maior influência proeminente, foi a criação do género como é conhecido hoje em dia. Foi depois portado para Super NES, tornando-se durante muito tempo o jogo responsável pelas vendas dessa consola. Devido ao seu sucesso foram editadas várias sub-séries de versões actualizadas, cada uma oferecendo mais características e personagens que a antecedente, bem como várias edições caseiras.
Foi de longe o jogo arcade mais vendido, desde a época de ouro dos jogos das máquinas arcade. Em 1993, dois anos depois do seu lançamento, as vendas de Street Fighter II já ultrapassavam os $1,5 biliões em receita bruta, e em 1994, o jogo já tinha sido jogado por mais de 25 milhões de norte-americanos em casa ou nas máquinas arcade. Em 1995, as vendas totais de máquinas de Street Fighter II e de Street Fighter II: Champion Edition excediam os $2,312 biliões.[4] As várias versões para os consolas Super NES e Sega Mega Drive/Genesis venderam mais de 14 milhões de cópias no total. Em particular, a versão original de Street Fighter II para Super NES vendeu mais de 6,3 milhões de unidades, sendo o segundo jogo mais vendido da Capcom (depois de Resident Evil 5), mas mantendo-se até hoje como o jogo da empresa que mais vendeu numa única plataforma.
Fonte: Wikipedia

REPLAYS